Já pensou em largar tudo e viver de FREELA?

Eu saí de um emprego CLT em 2007, onde eu estava há 5 anos, e passei 2 anos trabalhando apenas como freela, morando sozinho, pagando aluguel e todas as despesas da minha casa, e estou aqui pra contar pra vocês que correu tudo bem, não me apertei financeiramente e, na verdade, eu até fiz um pé de meia com meus freelas naquela época.

Depois disso eu fundei junto com um amigo, também programador, o Pronto Casei, uma plataforma para casais criarem seus sites de casamento, que foi a primeira desse tipo criada no Brasil, mas isso é assunto pra outro post! rsrsrs…

Então hoje eu vim te contar que se você já sabe programar bem para web ou em aplicativos mobile existe uma chance de que a carreira de freela seja uma boa ideia para você.

Compilei aqui neste post algumas dicas que podem ser valiosas para o freela eventual, e também pra quem está pensando em ser “freela em tempo integral”:

  • Se especialize em um tipo de projeto, assim você consegue reaproveitar muitas coisas de um projeto para os outros, ganha tempo e aumenta a sua produtividade
  • Tenha uma boa reserva financeira antes de pensar em ser um freela tempo integral (no mínimo 6 meses do seu custo de vida mensal), porque seus ganhos podem demorar um pouco até começar a cobrir todas as suas despesas
  • Indicações são fundamentais para o freela, por isso se esforce para sempre entregar no prazo e com qualidade, ou pelo menos negocie eventuais atrasos com o máximo possível de antecedência
  • Procure fechar 2 ou 3 diferentes clientes que te paguem um valor mensal (o chamado fee mensal), de preferência esses fees devem cobrir pelo menos 60% do seu custo de vida mensal para te dar uma tranquilidade
  • Se vc faz apenas frontend, talvez precise encontrar um colega que faça backend pra pegarem projetos juntos e vice-versa, numa espécie de sociedade de freelas, para oferecer projetos completos para seus clientes

Então… conta pra gente se você está pensando em ser freela tempo integral no futuro e se essas dicas te ajudaram de alguma forma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *